Famílias invadem mais de 800 casas do PAC em Zé Doca

Moradores de Zé Doca, Invadiram mais de 800 casas que ainda não estão prontas e nem foram entregues a prefeitura, construídas pelas empresas (PAC) O Programa de Aceleração do Crescimento, lançado em 28 de janeiro de 2007,é um programa do governo federal brasileiro que engloba um conjunto de políticas econômicas, planejadas para os quatro anos seguintes, e que tem como objetivo acelerar o crescimento econômico do Brasil, prevendo investimentos totais de R$ 503,9 bilhões, sendo uma de suas prioridades o investimento em infraestrutura, em áreas como saneamento, habitação, transporte, energia e recursos hídricos, entre outros, as providências cabiveis serão tomadas pelas Construtoras e Caixa Econômica Federal e não há previsão para a saída das famílias do local.



Todos que estão aqui são pessoas que moravam perto e pagavam aluguel mesmo sem ter condições. Enquanto nós sofremos gastando quase todo o nosso salário em moradia, essas casas ficam aqui sem uso — afirma José Rodrigues Gonçalves, que levou o filho para viver em uma das casas.

As duas construtoras que realizaram a obra devem ingressar agora de manhã com uma ação de despejo e reintegração no conjunto que tem o nome de Novo Zé Doca.
As construtoras 'ANGRA e VILUMA' estão há quase três anos e meio trabalhando no local e não conseguiram entregar as casas prontas por falta de repasse de recursos.



Os mesmo que se apropriaram das casas invadiram o Depósito das Empresas e saquearam todo o Material que se encontrava no mesmo como: portas, janelas, pias, vasos sanitários, material elétrico e hidráulico etc.






Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo