Ex-presidente Lula deve ser preso nos próximos dias revela membro de Ong ligada ao PT


Jornal GGN –  publicou na tarde desta sexta-feira (14) uma nota informando que o ex-presidente Lula deve ser preso a qualquer momento e que parte da grande mídia já teria detalhes da operação que levará para Curitiba outros petistas. Segundo Guimarães, “não será de espantar se a prisão ocorrer nos próximos dias”, considerando que foi antecipada por “sucessivos indiciamentos”, “engendrados para ir preparando o espírito da população”.
Eduardo é da ONG – Movimento dos Sem Midias – ligado aos segmentos de esquerda e até ao PT.
Essa semana, Lula virou réu pela terceira vez, mas não pela Operação Lava Jato. Ele foi acusado pela Procuradoria do Distrito Federal de ter praticado tráfico de influência em favor da Odebrecht em Angola. Em troca, teria sido contratado para fazer palestras e intermediato a subcontratação da Exergia Brasil, de Taiguara Rodrigues (o “sobrinho”). Na visão dos procuradores, a empresa é de fachada e teria pago despesas pessoais de Frei Chico, irmão de Lula.
A defesa do ex-presidente negou as acusações e apontou que não faz sentido uma denúncia em que Lula aparece fazendo lobby para a Odebrecht conquistar R$ 7 bilhões em financiamento do BNDES para receber, em troca, R$ 20 mil em plano de saúde e combustível para seu irmão. Além disso, o advogado Cristiano Zanin enviou nota à imprensa reafirmando que Lula é vítima de lawfare – uso distorcido das leis para destruir um inimigo público. O criminalista disse, em coletiva de imprensa, que a Lava Jato e outras investigações centradas em Lula têm um objetivo em comum: inviabilizá-lo como candidato em 2018.
Essa semana, a jornalista Helena Chagas também publicou que o ministro Teori Zavacki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, autorizou uma série de medidas cautelares, em caráter estritamente sigiloso, o que indicaria que uma nova fase da operação está em andamento. No Supremo, Lula é investigado por suposta tentativa de obstruir a Lava Jato.
Na visão de Guimarães, a prisão de Lula pode ter sido acelerada para evitar que o desempenho do governo Michel Temer crie uma massa crítica capaz de endossar manifestações a favor do ex-presidente.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo