Mesmo sem confirmar a culpa do motorista, populares ateiam fogo a carro que atropelou e matou homem na MA 204


O sentimento de intolerância aliado ao desejo incontido de fazer justiça a qualquer custo e com as próprias mãos cresce de forma assustadora e vai fazendo cada vez mais vítimas. A motivação dessas reações seria a sensação de insegurança em conjunto com a falta de punição para os criminosos. Todo esse caldo de aberrações termina na maioria da vezes gerando injustiças e punindo inocentes.    


Um exemplo da ação maléfica e perigosa do efeito manada aconteceu no final da manhã deste domingo (23), na MA 204 em Paço do Lumiar. Uma mulher teve o carro virado e incendiado por populares, depois de atropelar um homem que teria tentando atravessar a avenida em um local onde não existe semáforo ou faixa de pedestre. O homem morreu no local do acidente. A motorista que não teria prestado socorro  a vitima por medo de retaliações, ao retornar ao local para prestar os primeiros socorros teve o carro virado e posteriormente incendiado.

A condutora do veículo foi obrigada a deixou o local as pressas temendo ser linchada por populares. Equipes do Corpo de Bombeiros e da PM estiveram no local da ocorrência.

A vitima foi identificada como sendo o enfermeiro José do Carmo da Cruz Pinheiro Neto, de 23 anos que estaria de casamento marcado para a próxima semana.

Foto: Divulgação e Flora Dolores / O Estado

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo