Hoje em homenagem ao dia da Polícia Civil e Militar confira uma matéria especial

No dia 21 de abril, foi executado Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes. Ele lutou pela independência do Brasil sendo o líder da Inconfidência Mineira, em um período em que o país era dominado e explorado por Portugal. Por sua história de luta, foi homenageado em 1946, quando o então presidente Eurico Gaspar Dutra assina o Decreto de Lei nº 9208 de 29 de abril, instituindo o dia de sua morte como o Dia das Polícias Civis e Militares.O policial é uma pessoa totalmente diferente das outras. É preciso ter inteligência, paciência, curiosidade, persistência e autocontrole.

A palavra “polícia” vem do latim “politia”, que significa “governo de uma cidade, administração, forma de governo”. Esses profissionais possuem uma das missões mais nobres do mundo: agir na defesa da sociedade e preservação da ordem pública, promovendo e participando de medidas de proteção à sociedade e do cidadão.

O policial é uma pessoa totalmente diferente das outras. São profissionais que precisam ter inteligência, paciência, curiosidade, persistência e autocontrole. São eles quem geram o bem estar e a pacificação da sociedade.


História

Há registros indicando que os egípcios e os hebreus foram os primeiros povos a incluírem medidas policiais em suas legislações. No Brasil, a polícia começou com Martim Afonso de Sousa, em 1530, com o objetivo de combater os traficantes franceses e fundar núcleos de povoamento no litoral, promover a justiça civil e criminal e nomear funcionários públicos. A partir daí, a polícia brasileira passou por inúmeras mudanças e reformulações.

Hoje, cada estado brasileiro e o Distrito Federal contam com sua própria força de segurança pública, subordinada a seu respectivo governador e atuando como forças auxiliares e de reserva do Exército Brasileiro. A autoridade policial se divide entre a Polícia Militar e a Polícia Civil.
Polícia Civil

São profissionais responsáveis de investigar crimes e buscar provas, indícios ou informações que auxiliem na solução de um caso. Também são encarregados de elaborar boletins de ocorrência (B.O.), atestados de antecedentes criminais, registros de porte de arma de fogo, etc.
Polícia Militar

É a polícia ostensiva, que tem a função de cuidar do patrulhamento e da represália imediata às tentativas de danos à segurança pública. Atuam sempre fardados e podem realizar rondas nos mais diversos locais.

Basicamente, a Polícia Civil atua após a ocorrência do crime, enquanto a Polícia Militar atua antes, tentando preveni-lo.


Mercado de Trabalho

A Organização das Nações Unidas (ONU) declarou que o ideal é que haja, no mínimo, 1 policial para cada 250 habitantes. Por isso, o mercado de trabalho para ambas as polícias está em constante expansão. O salário pode variar dependendo do estado: em alguns, porém, a carreira pode não ser tão bem valorizada, o que é um problema, já que é visível a necessidade por reforços na segurança das cidades e a dificuldade das funções desempenhadas.
Como ingressar

O ingresso para ambas as carreiras é feito por meio de concurso público. Entretanto, cada Polícia tem suas provas e métodos, e os requisitos variam também, podendo ser exigido que os candidatos realizem testes físicos e médicos. Por serem estaduais, pode haver diferenças em cada estado: é necessário conferir cada edital para não haver surpresas.

Geralmente, é necessário ser brasileiro, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, possuir idade entre 21 e 45 anos, ter curso superior, não ter praticado nenhum tipo de infração penal nem possuir antecedentes criminais, e ter boa saúde física e mental.

Lembre-se que a rotina de um policial pode mudar todos os dias: ele precisa se adaptar a quase todas as situações que lhe são impostas. Por isso, eles possuem uma legislação totalmente particular que atende suas características, inclusive no que se diz respeito à aposentadoria, por exemplo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo