Nasce mais um Poeta Zedoquense em breve lançará uma obra literária "Pensamentos de um Velho Artesão de Poesias”

Professor, Poeta, Escritor, quem é Ezequias Sousa da Silva ?
Um jovem de 28 anos nascido em Zé-doca-maranhão, formado em Letras-Língua Portuguesa e Espanhola, pela UNITINS-polo Zé DOCA, não satisfeito com uma só saber, ingressa na Universidade Estadual do Maranhão para o curso de Gestão Comercial o qual se forma este ano de 2017.
Bem vamos ao Escritor, com imenso carinho pela literatura escreve desde adolescente, amante da poesia, disserta um tema interessante sobre “Das Vergonhas Da Vida” um poema reflexivo onde discorre a diversidade da vida sobre ser ou não ser. Muito me empolgo com determinadas frases do poema onde o escritor diz:
- Envergonho-me das prisões que construí Para encarcerar minhas tristezas e desilusões.....Um trecho onde ele se faz refletir das amarguras de momentos vividos diante das diversidades que a vida nos impõe.
Em seguida pede perdão, sentindo a indecisão de curar-se das vergonhas impressas no coração.

Impressionista, o escritor Ezequias não só faz um poema mas o descreve com tal realeza que nos leva a ver enquanto lemos um quadro onde as figuras saem de seu âmago.
- Participante da Antologia de poesias contos e crônicas Canarinho da Editora Porto de Lenha, recebeu o então sonhado convite da administradora do Grupo Souespoeta Brasil, 
Lydice Cardoso para participar da Antologia Raízes da Poesia, do grupo Souespoetas Edita, na pessoa do escritor e Editor Carlos Margarido- Portugal. Onde será lançada a mesma.
Donde a mesma reforçou o convite para que Ezequias participe no final do ano na Antologia Lusófona Terras do Brasil- II. Tendo o mesmo já aceito o convite com muito orgulho e prazer.

Teresinha Lydice Cardoso.
escritora: Dois livros em parceria e um livro solo, participação em 10 antologias portuguesas, prefaciadora do livro solo, “SENTIR” do escritor português Carlos Margarido, lançado agora em 2017.

Ezequias Sousa da Silva, participará da Antologia Raízes da Poesia que será publicada pelo grupo SOUESPOETA em Portugal, onde contará com a participação de 19 autores e poetas representando os países: Inglaterra, Portugal, Canadá, Holanda, Cabo Verde, Brasil, Timor leste, São Tomé e Príncipe, entre outros. Assim difundirá a literatura lusófona e zedoquense ao mundo, elevando assim culturalmente o legado literário de nossa amada terra. Em breve lançará também o livro solo,                                                       “Pensamentos de um Velho Artesão de Poesias”.

Uma das Diversas Poesias que o mesmo tem escrito:

DAS VERGONHAS DA VIDA

Envergonho-Me do pão 
Doado em vão 
Envergonho-Me da mão estendida 
Sem amor no coração 
Envergonho-Me das palavras escritas 
Sem nenhuma intenção 
Envergonho-me do que foi dito, 
Do que foi feito, 
Envergonho-me do que não foi dito, 
Do que não foi feito
Envergonho-me do tempo perdido
Com coisas tolas e vãs 
Envergonho-Me das prisões que construí
Para encarcerar minhas tristezas e desilusões
Envergonho-me das vezes que sucumbi 
Acreditando ser imbatível 
Envergonho-Me de ter criado os mais ferozes monstros 
Dentro de mim.
Agora meu rosto velho, caído e triste 
Carrega o peso das vergonhas da vida 
E a única esperança que em mim resta 
É a de que a Palavra "Perdão"
Realmente possua o poder de curar 
As vergonhas impressas em meu coração
Qual o ferro feroz e quente que ferra o gado
Com sua marca que fere e dói, cicatriza, 
Mas deixa sua marca para sempre.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo