Siderúrgica chinesa vai gerar 10 mil empregos em primeira fase de atuação no Maranhão

Acordo entre Maranhão e China deve gerar 10 mil postos de trabalho no estado na primeira fase de funcionamento do empreendimento. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Mais um importante passo foi dado pelo Governo do Maranhão e investidores chineses para a implementação de um empreendimento que deve industrializar a economia do estado nos próximos anos. Com previsão de início da construção para o segundo semestre de 2018, a cidade inteligente da gigante do setor, CBSteel, será levantada no município de Bacabeira e a previsão é de mais de 10 mil postos de trabalho para produção de 8 milhões de toneladas de aço ao ano.

Na segunda-feira (19), o CEO da Companhia, Zhang Shengsheng, e comitiva estiveram na sede do Governo do Estado, no Palácio dos Leões. Na ocasião, o governador Flávio Dino e a prefeita de Bacabeira, Fernanda Gonçalo, assinaram o documento de doação do terreno onde a cidade inteligente será construída. O incentivo do Estado foi, para o presidente da corporação, o principal atrativo.

“Os eventos de hoje são muito significativos, porque a partir de agora o projeto e a velocidade do nosso trabalho vai ser acelerado, vamos poder executar de forma rápida para que a construção seja feita e iniciada a operação”, afirmou Zhang Shengsheng.

O estado, que tem posição estratégica privilegiada e recursos naturais abundantes teve investimento viabilizado pela ação governamental, que incentivou o aporte logístico, como ampliação da capacidade do Porto do Itaqui e a geração de energia no estado.

Acordo entre Maranhão e China deve gerar 10 mil postos de trabalho no estado na primeira fase de funcionamento do empreendimento. 

“A posição geográfica também é um ponto importante, está numa área litorânea, há muitos recursos naturais como o ferro e também energia, tudo isso são elementos importantes para a siderurgia e outros grandes empreendimentos”, completou o CEO.

Operação

Com negociações iniciadas em 2015 pelo Governo do Maranhão, o projeto siderúrgico entrou, segundo o presidente da corporação, na fase final de preparativos. Já na construção, prevista para iniciar no segundo semestre, milhares de postos de trabalho serão gerados.

“Diretos, depois de pronto, pode chegar a 10 mil postos de trabalho. Na primeira fase, de construção vai chegar a milhares de postos, mas na segunda fase e no último estágio de operação vai ser maior que 10 mil, vamos chegar a pensar em 20 mil postos de trabalho”, comentou o presidente.

O parque industrial de grande porte terá capacidade inicial de produção de 8 milhões de toneladas de aço ao ano.

“Para se ter uma ideia, lá na China, um parque siderúrgico de 10 milhões de toneladas ao ano alavanca uma população de 100 mil habitantes”, completou Zhang Shengsheng.

Desenvolvimento

As expectativas do Governo e dos investidores chineses é que com a instalação do empreendimento; a construção do Porto São Luís, uma cadeia de outros empreendimentos industriais também se desenvolva na região, uma nova fronteira mundial para o setor.

“Nós temos muita alegria de poder participar dessa ideia de um cinturão, uma rota que abra novos caminhos de desenvolvimento para todos, desenvolvimento para ser verdadeiro não pode ser para poucos, tem que ser de todos”, destacou o governador Flávio Dino.

Comitiva da CBSteel foi recebida nessa segunda -feira (19) no Palácio dos Leões. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo