ZÉ DOCA: A perseguição política aplicada a Comerciantes por não terem votado no PR 22


Fotos mostram como se faz com quem não seguiu a cartinha do jeito PR 22 de administrar, agora foi a vez do espetinho da DIANA, local onde a mesma usava para receber os clientes foi totalmente coberto em todos os lados por entulho. dá para ver que a arena usada a mais de 3 anos pelos frequentadores do espetinho, não está disponibilizado a ser usado tanto por pedestres como pela dona do espetinho. é uma vergonha o que cada vez mais acontece nas barbas do povo de Zé Doca. 

E ATENÇÃO COLOQUE SUAS BARBAS DE MOLHO.

Abuso de Autoridade e Improbidade Administrativa - Lei 4.898/65.

A perseguição política, característica de gestores desqualificados e sem liderança, é uma das formas mais covardes de se manipular e pressionar comerciantes e como sempre os servidores, sendo a Remoção e Transferência um jeito velado de se perseguir. Casos como esses costumam aflorar quando as nossas opiniões desagradam os que estão no poder, que possam criar “embaraços” na relação entre o gestor e o padrinho que a ele conferiu o cargo comissionado.

O fato é que temos, e no atual governo em particular, um alarmante número de supostos administradores que gastam demasiada energia INVESTINDO EM MEDIDAS PUNITIVAS para os seus subordinados, ao invés de devotarem tempo e atenção para motivar, incentivar, qualificar cada trabalhador, na perspectiva de sua valorização e auto-estima.

Valorizam as “picuinhas”; e o pior, se cercam de pessoas (servidores da casa) fingidas e interesseiras. São os Amigos do Poder. Incorporaram o adágio popular que diz: “é melhor puxar saco do que puxar carroça”. Amam o poder e por isso valorizam quem o detém, mesmo que tenham que compactuar com injustiças e pecados. Como se diz no popular - o diploma nem sempre é sinal de sabedoria.

É interessante perceber que existem pessoas que se acham imbatíveis, super poderosas. Será que não param para refletir que tudo passa tudo sempre passará? Inclusive o poder que julga ter sobre os outros? A bem da verdade, a morte é a maior certeza da vida; então por que tantos vivem atropelando os outros, desprestigiando, ferindo, implicando?

Ninguém é superior num contexto em que fazemos parte de uma mesma espécie humana. Precisamos aprender mais sobre o respeito mútuo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo