Vereador Roda Raiada de Zé Doca sofre tentativa de assalto na noite desta segunda-feira



O vereador de Zé Doca, Alexandre Barroso, sofreu uma tentativa de assalto na noite desta segunda-feira (18) enquanto lanchava com sua esposa em uma lanchonete próximo ao ponto do farol no centro da cidade.

De acordo com informações, o mesmo teria notado quando o assaltante chegou com um revolver calibre 38 anunciando o assalto. O vereador de imediato reagiu e entrou em luta corporal com o ladrão.

Lopo após, o bandido saiu correndo com o revolver na mão sem levar nada das vitimas. por Brian Rafael

Apesar do susto ninguém ficou ferido. 


Sobre reagir a assalto segundo especialistas:

Como agir durante um assalto? 

A prática de roubo já se tornou acontecimento comum na maioria das capitais brasileiras. O crescimento das cidades traz consigo a violência urbana e é desta violência que devemos nos proteger.

Praticamente todos nós já tivemos um parente ou amigo que foi assaltado ou esteve sob a mira de um revolver. Alguns saíram ilesos e outros, infelizmente, foram baleados.

Aí surge uma pergunta importante e útil: Por que algumas vítimas morrem nas mãos de um ladrão e a grande maioria sai ilesa, perdendo apenas seus pertences?

A resposta a esta pergunta é crucial para a sobrevivência de muitas vítimas. Preste bastante atenção no relato de um bárbaro crime que ocorreu em setembro de 2002, pela manhã:

Valdir da Silva deixava sua residência no Embu com seu veiculo, acompanhado do filho Mateus de apenas 3 anos. Repentinamente surgem dois marginais armados que anunciam o assalto. O susto teria feito o motorista acelerar o carro. Um dos criminosos fez um disparo que atingiu o peito da criança que faleceu antes de chegar ao pronto socorro.
Vamos supor que o leitor fosse convidado para ir a um acampamento no meio da selva amazônica. Provavelmente você teria antes de passar por um treinamento para aprender a lidar com os perigos da mata fechada e suas armadilhas ardilosas. Sabedor de todas essas orientações, você com certeza correria menos riscos do que uma pessoa que se recusa a aprender essas informações valiosas. 

Vamos a outro caso que vivenciei como Delegado de Polícia:
O ajudante geral M.H.B. conduzia sua motocicleta, com a namorada na garupa, na região de Palmeiras. Repentinamente surge outro motociclista que emparelha sua moto com M.H.B. O garupa saca de sua arma de fogo e anuncia o assalto. O ajudante geral acelera a motocicleta e o marginal faz um disparo atingindo as costa da namorada de M.H.B. que fica paraplégica. Graças a uma competente investigação os assaltantes, uma semana depois, foram presos em Ribeirão Pires. 


Mas, como se portar durante um assalto? Veja algumas dicas:

1) No momento em que o bandido tira o revolver da cintura ou anuncia verbalmente o assalto, a vitima não deve tentar fugir, correndo ou acelerando moto ou carro. Nesses casos normalmente o marginal faz um disparo na direção da vitima que tenta evadir-se. 

2) Jamais reaja, pois 80% das vítimas que tentaram impedir um assalto foram baleadas. 

3) Não realize movimentos bruscos, pois o criminoso pode imaginar que você esta esboçando uma reação ou tentando pegar uma arma de fogo. 

4) Iniciado o roubo permaneça imóvel, mostrando sempre as mãos e siga as determinações do bandido. 


5) Antes de realizar qualquer movimento (principalmente com as mãos) avise verbalmente o marginal para que ele não leve um susto e acabe acionando o gatilho do revolver. 

6) Após anunciar o movimento que pretende realizar, faça-os de maneira lenta, sem afobação. 

7) Não olhe para os olhos do marginal, pois isso pode irritá-lo, tornando-o ainda mais tenso.

8) Não tente negociar bens num momento tão crítico e perigoso. Pense somente na sua integridade física e mental e por isso entregue todos os pertences que o marginal ordenar.

9) Mesmo que você tenha certeza que o ladrão possui uma arma de brinquedo, não tente dominá-lo, pois eles sempre estão acompanhados e o comparsa pode te ferir pelas costas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo