Partidos aliados de Dino definem coligações para Deputado Estadual e Deputado Federal


São quatro chapas para Assembleia Legislativa e três para Câmara Federal. Meta governista é carimbar entre 26 a 29 vagas no parlamento estadual; e pelo menos onze cadeiras, das 18, para federal.

Representantes de partidos que apoiam a reeleição do governador Flávio Dino definiram nesta noite as coligações que disputarão o pleito proporcional para os cargos de deputado estadual e deputado federal.

É possível que a Rede, partido da presidenciável Marina Silva, esteja com o grupo governista somente na chapa majoritária que será encabeçada pelo comunista.

Para Câmara Federal, as legendas foram divididas em três chapas, cujas composições são as seguintes:

Chapa A: PR, PDT e PP.

Chapa B: PC do B, PRB, PTB, PSB, PEN/Patriotas, Solidariedade, DEM, PROS, PTC, PPL e PPS.

Na chapa C está o PT, que disputará sozinho.

A meta é eleger, pelo menos, onze deputados federais.

Para Assembleia Legislativa, foram definidas quatro chapas, quais sejam:

Chapa A ou Chapão: – PDT, PCdoB, PP, PR, PRB, PSB, DEM e PTC.

Neste cenário, chama a atenção a confirmação do PTC, presidido pelo deputado Edivaldo Holanda.

Edivaldo venceu a queda de braço com o seu colega, Rogério Cafeteira (DEM), líder do governo na AL, que afirmou, esta semana, que o partido do pai do prefeito de São Luís não era bem-vindo no Chapão.

Chapa B ou Chapinha: PTB, PEN/Patriotas, PROS, PPL e PPS.

A novidade é o Solidariedade, que não coligará com ninguém e estará sozinho na Chapa C.

Na chapa D aparece o PT, que também sairá sozinho.

A meta governista é eleger uma bancada, cujo quantitativo, variará entre 26 a 29 deputados estaduais.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo