Decadência: Sarney Filho é nomeado secretário só de um pedacinho de meio ambiente

POR JM Cunha Santos

Ministro plenipotenciário do Meio Ambiente por duas vezes, o ex-deputado Sarney Filho, derrotado fragorosamente para o Senado no Maranhão, ganhou, como prêmio de consolação, a Secretaria do Meio Ambiente do Distrito Federal.
Isso apenas mostra a decadência política do grupo Sarney no Maranhão e no Brasil depois da estupenda derrota eleitoral imposta pelo governador Flávio Dino que ganhou da irmã do pretenso ministro ainda no primeiro turno.
Pretenso porque o grupo Sarney, ao alardear um apoio inútil à campanha de Jair Bolsonaro, esperava por grandes afagos, por ministérios importantes, também por conta da combalida influência do pai, José Sarney, junto ao governo Michel Temer, aliado de primeira linha de Bolsonaro. Mas Temer, a essas alturas, só está cuidando mesmo é de garantir alguma imunidade.
No entanto, ao contrário do que esperavam, o que fez o presidente eleito foi acusar Sarney Filho de vender a Amazônia a ONGs internacionais.
Sarney Filho, agora, vai cuidar da lama da Samarco.





Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo