Apreendido menor acusado de participar da morte dos terceirizados da Cemar em Paço do Lumiar

O adolescente de 16 anos, apreendido no início da tarde desta quinta-feira (17), suspeito de ter envolvimento no duplo homicídio, que teve como vítimas dois funcionários terceirizados da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), confessou ter participado da execução das vítimas.

Segundo a Polícia Civil, o adolescente, que foi detido na região do Paranã, em Paço do Lumiar, é irmão de Pablo Martins da Silva, conhecido como “De Menor”, que estava sendo apontado como autor dos disparos que matou os funcionários do Consórcio Norte. Em depoimento na Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), o adolescente confessou que tanto ele quanto seu irmão, o “De Menor”, atiraram nas vítimas. “Segundo o adolescente, ele estava jogando videogame, quando Pablo chegou dizendo que o pessoal da Cemar tinha cortado a energia da casa dele e deixando seu lho no calor. Diante disso, o Pablo convidou o adolescente para, juntos, matarem os dois funcionários que tinham feito o corte. Eles se juntaram e foram atrás dos funcionários, que estavam dentro do veículo da empresa na rua B. Eles se aproximaram do veículo pela parte de trás, sendo que Pablo se aproximou pelo lado do motorista, e o adolescente pelo lado do passageiro. Nesse momento, o Pablo efetuou três disparos no motorista, sendo que um deles chegou a tingir o passageiro. O adolescente arma que pegou o revólver da mão do Pablo e foi dar um ‘confere’, efetuando um disparo na cabeça do passageiro”, explicou o delegado Jeffrey Furtado, que é do Departamento de Homicídios do Interior e investiga o duplo homicídio. O adolescente disse ainda, em depoimento, que depois dos assassinatos ele fugiu para o Paranã, também em Paço do Lumiar, onde cou até o meio dia desta quinta, quando foi preso. Já Pablo Martins, desceu a rua A em posse da arma do crime e não foi mais visto. Com base no depoimento do adolescente, a motivação do crime, de fato, foi porque os funcionários zeram o corte de energia elétrica na residência onde Pablo Martins morava com a namorada e o lho. Segundo o delegado Jeffrey Furtado, todas as declarações do adolescente serão investigadas, para se comprovar o fato. Além disso, já foi decretada a prisão de Pablo Martins da Silva, sendo que a polícia espera prendê-lo em breve. Como há um adolescente envolvido no caso, a investigação sobre ele será encaminhada para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI). Já em relação à investigação envolvendo Pablo Martins, ela continua com a SHPP. 

Entenda o caso:
 
Os funcionários da Cemar, identicados como João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, foram assassinados a tiros, nessa terça-feira (15), no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar. Os trabalhadores estavam na área fazendo o corte de energia elétrica em casas com as contas vencidas. Segundo as investigações, a morte dos funcionários pode ter sido em retaliação pela suspensão do fornecimento de energia em uma das residências. Os funcionários estavam em uma rua, quando pararam dois elementos em uma motocicleta e dispararam contra os mesmos. Duas pessoas, de nome não divulgados, foram detidas como suspeitas, ainda na terça (15), mas foram liberadas após prestarem depoimento. Como não foi comprovada a partição delas no crime, agora elas são consideradas apenas testemunhas no caso.









Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo