O filho de Zé Doca Wiliano Amorim é exemplo de fé, amor, paixão e devoção


O mesmo conta sua linda história de fé.
Desde que eu iniciei a minha caminhada na igreja, me empenhei, de fato, no serviço para o reino de Deus e a Sua igreja, o Ministério de acólitos/coroinhas foi onde eu me encontrei. Foram 5 anos desde a minha primeira reunião no grupo até a minha última missa servindo (08/06/2014 - 13/06/2019), nesses 5 anos é impossível expressar tudo aquilo que Deus realizou em minha vida, e o quanto eu cresci, seja espiritualidade, seja pessoalmente, e o quanto eu aprendi a amar a Deus e tudo aquilo que é dele. 
Ainda estou longe de amar como ele merece ser amado, mas a cada dia que passa esse amor aumenta, e tudo isso é fruto desse chamado a ser coroinha que o Senhor me fez lá no início de tudo. 
Talvez a decisão mais difícil que eu já tenha tomado seja a de ter que sair do grupo, mas eu saio com o coração exultante de alegria por todas as heranças que eu levarei pra sempre comigo: o amor a Deus, a paixão eterna que tenho pela minha catedral, o amor que tenho pela Igreja Católica, sua doutrina e seus dogmas, a admiração - pela convivência e por acompanhar muito de perto, no dia a dia - que tenho pelo ministério sacerdotal que, apesar de não ser minha vocação, eu sou completamente apaixonado pelo sacerdócio e por tudo aquilo que Deus é capaz de realizar pra meio de seus ministros ordenados. 
E eu quero hoje, assim como Nossa Senhora, glorificar e me exaltar diante de Deus por todas as coisas que ele realizou em mim e na minha vida durante esses anos todos, por todos os frutos que ele me fez colher e por todas as sementes que ele me permitiu plantar, por hoje, graças ao grupo de coroinhas, ser o que eu sou. 

Muito obrigado, meu Deus! ❤️  Paróquia Catedral de Santo Antonio. Texto por: Wiliano Amorim










  




Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo