Vereador Zedoquense fica preocupado com crise no setor de vendas de peixes em criatórios por causa de informações falsas

O vereador Hennio Silvestre, na sessão desta terça-feira (28), lamentou a divulgação de informações erradas sobre a “Síndrome de Haff” ou “doença da urina preta”. A hipótese de que o consumo de peixe vem causando uma doença misteriosa no estado do Pará provocou uma redução de quase 70% nas vendas de pescado em nossa cidade Zé Doca. Segundo o Vereador, a divulgação de informações erradas tem afetado a economia. Ele acrescentou que não há provas de que a doença tem como origem o consumo do peixe contaminado.

Para Hennio Silvestre, o resultado da divulgação de falsas informações é a quebra do setor de venda de pesca, fundamental para a economia de nossa região. “O mercado estava vazio, sem clientes, como esses pescadores e vendedores vão se manter?. “Nós já estamos passando por uma crise financeira nacional, e essa informação em plena véspera de Natal, Ano Novo, chegada do verão, impacta qualquer comércio ligado ao pescado. Isso interferiu na economia dos trabalhadores e na economia de nossa cidade também, lembrando que a queda de venda do peixe inflaciona a carne de gado, frango e demais, questionou preocupado. 

O vereador também disse aos Pescadores e a população, podem consumir peixes, que não apresentam riscos comprovados, quando manuseados e conservados de forma higiênica e adequada. O mesmo reiterou a importância de se comer peixes e acrescenta que “sua vulnerabilidade à contaminação é a mesma de qualquer outro alimento”. E recomendou “é preciso acreditar na ciência, esperar o resultado, os estudos ainda estão sendo feitos, estão fazendo uma tempestade muito grande”. Hennio concluiu declarando que a categoria dos pescadores ou criadores não vão aceitar uma proibição ou restrição de algumas espécies, sem a comprovação de que a doença é causada pelo consumo de peixe contaminado.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo