Em contradição, prefeito que torrou R$ 1,5 milhão, Toca Serra sinaliza empréstimo de R$ 4,1 milhões


Em contradição, prefeito que torrou R$ 1,5 milhão com eventos no município, agora tentará empréstimo no valor de R$ 4,1 milhões

O prefeito do município de Pedro do Rosário, Toca Serra (PCdoB) sinalizou no último dia 16 deste mês, um empréstimo no valor de R$ 4.182.402,55 junto ao Banco do Brasil. A proposta, que ainda não foi informada a finalidade, deverá ser concretizada no próximo ano, conforme o cronograma financeiro.

De acordo com o levantamento da Folha do Maranhão, a taxa de juros que a prefeitura de Pedro do Rosário deverá pagar deve ser de 188% do CDI a.a. e terá uma tarifa de contratação de 2% sobre o valor do contrato.

Ainda de acordo com o cronograma financeiro, o empréstimo deverá ser pago em até 96 meses, com a previsão para término no ano de 2030. Os juros pagos durante o parcelamento do empréstimo no período vão ficar no de R$ 3.164.082,86. Com isso, a dívida total contraída será de R$ 7.346.485,41.

Vale ressaltar, que somente em 2021, o prefeito Toca Serra contratou a empresa Garcia Produções e Eventos Eireli, para realizar a festa de aniversário da cidade entre outros eventos no município. Segundo levantamento da Folha do Maranhão, o valor do contrato foi de R$ 1.546.044,00, onde foi realizado um show do cantor nacional Wesley Safadão.

Com a sinalização do empréstimo, agora falta o prefeito informar a autorização legislativa para realizar a operação, além de fornecer os documentos necessários, como: certidão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), além do parecer do órgão jurídico e técnico do município. 

FolhadoMaranhao.com.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo