Conselho Comunitário pela Paz de Zé Doca debate problemas de segurança pública com moradores de Ebenezia

A reunião do Conselho Comunitário pela Paz aconteceu na manhã do último sábado dia 11/06, na Igreja Assembléia de Deus no povoado Ebenezia.

A reunião foi solicitada pelo Vereador Hennio Silvestre e contou com as presenças do Comandante do 29° BPM tenente-coronel: Amarildo Passos, Delegado Regional de Zé Doca: Dr. Saulo Rezende do presidente do Conselho Comunitario pela Paz: Eduardo Araújo, Janilson Sousa Santos membro do Conselho, Bombeiros Civis e a comunidade de Ebenezia.

Foram discutisos diversos assuntos relacionados a segurança pública e ficou proposto que uma viatura da PM fará ronda semanalmente no povoado, também foi feito um abaixo-assinado para conseguir um posto policial fixo, como também a tentariva de conseguir dois guardas municipais para o posto de saúde e para escola Nagib Haickel além de outros.

Durante sua participação na reunião, o Vereador Hennio Silvestre, frisou que a segurança pública é uma temática muito mais abrangente do que força policial ou repressão, ela envolve um aparato e políticas públicas eficientes em várias áreas, da saúde à educação. uma área sensível como a segurança pública, com reforço em tecnologia, inovação, contratação e capacitação de pessoal. Nosso esforço diário é apresentar estratégias e dados, mas essa política de prevenção é muito importante, com ações de aproximação com a comunidade", explicou Hennio Silvestre.

O Delegado Regional de Zé Doca: Dr. Saulo Rezende, participou da reunião e destacou a importância da participação de representantes da sociedade nas discussões de temas essenciais para a manutenção da ordem e da segurança na comunidade, A principal função do conselho é debater políticas públicas para o setor, analisar estatísticas e sugerir soluções ao poder público.

Já o tenente-coronel: Amarildo Passos, disse "Nesses encontros, procura-se fazer valer o direito do cidadão, que ele tenha voz. Defende-se que todos os órgãos envolvidos são corresponsáveis por uma segurança pública de qualidade. Por isso, são apresentadas as demandas locais para que elas sejam atendidas nesses fóruns de integração em prol da disseminação de uma cultura de paz e do bem-estar social das comunidades e dos bairros".

As reuniões são sistematizadas de modo a permitir que o maior número de pessoas, autoridades, agentes públicos, se integrem às discussões, necessidades, temáticas e soluções para a comunidade.

Estiveram presentes também membros do conselho Comunitário pela Paz, e representantes locais.










Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo